Jovem que matou menina com 11 tiros no rosto

0
526

Jovem que matou menina, na comunidade de Alexânia, cidade de Goiás que praticamente faz divisa com o Distrito Federal, ainda tenta entender o que aconteceu dentro de uma escola estadual ainda na manhã de segunda-feira (6).

Um jovem de 19 anos, identificado como Misael Pereira Olair, entrou com uma arma de fogo dentro do colégio, procurou a vítima em uma sala de aula, e a matou com 11 tiros no rosto.

A estudante do ensino fundamental, Raphaella Novinski, não resistiu e faleceu ainda no local. Conforme as investigações, trata-se de uma feminicídio com motivos passionais.

As autoridades responsáveis pelo caso informaram que Misael havia confessado que matou a vítima por odiá-la. As investigações descobriram que o jovem tentou uma aproximação amorosa de Raphaella, mas foi rejeitado.

A rejeição transformou o amor em ódio e durante um ano, o suspeito planejou que daria um fim a vida da adolescente. Foi o tempo que Misael levou para juntar R$ 2,3 mil para comprar uma pistola e munição.

No entanto, mesmo após tantas informações, ninguém fazia ideia de como era o suspeito e ce como ele aparentava após o crime. Isso mudou no final da noite de segunda, quando o site Dia Online, de Goiás, divulgou um vídeo inédito, que mostra o criminoso no primeiro interrogatório.

Leia também:
General Mourão prestou um excelente serviço à democracia’, diz Bolsonaro
Loira faz ensaio proibido com carro da PM e fotos chocam
Pai mata e arranca parte do saco escrotal de homem que abusou seu filho

Jovem não senti nenhum remorso

O que chama atenção de muitas pessoas que viram a gravação é de que Misael não parece sentir qualquer remorso após assassinar a jovem.

Com frases curtas, o jovem responde a delegada que o interroga. Ao perguntar com que finalidade Misael comprou a arma, o suspeito apenas responde: “Para matar”. O sangue-frio do rapaz fica mais evidente quando a autoridade questiona o motivo do crime. Seco, o criminoso afirma: “Porque eu odeio ela (Raphaella)”.

A policial ainda tenta arrancar de Misael a confissão de que ele gostava da adolescente antes de querer matá-la, mas o assassino nega. No entanto, um detalhe observado é que quando outra autoridade pede diretamente se ele queria ter um relacionamento com Raphaella, Misael dá um leve sorriso, mas depois volta a negar o sentimento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here