‘Sei que sou racista, mas não posso controlar’, diz Day McCarthy em entrevista

0
230

A socialite Day McCarthy gerou bastante polêmica na internet após gravar alguns vídeos onde aparecia fazendo comentários preconceituosos contra alguns filhos de celebridades.

A moça disse em um vídeo que a filha de Roberto Justus se parecia com o boneco Chuck, muito famoso em filmes de terror.

Porém, o que mais chamou a atenção foram os comentários racistas feitos contra a filha do ator Bruno Gagliasso, titi. Na ocasião, McCarthy foi denunciada pelos famosos além de ser praticamente linchada por seus próprios seguidores.

Dessa vez, a socialite mais uma vez promete provocar polêmica. Não da maneira que as pessoas imaginam, mas através de uma entrevista feita pelo jornalista Roberto Cabrini.

O programa será exibido durante a retrospectiva 2017 que acontecerá na emissora.

Após o questionamento de Cabrini sobre a possibilidade de ela pedir desculpas, McCarthy afirma que não quer ser falsa com ninguém e inclusive não estaria preparada para isso. Segundo a socialite, irá sentar consigo mesmo e fazer alguns questionamentos sobre o assunto, já que pedir desculpas não iria mudar sua forma de pensar.

Day McCarthy afirma que tem pensamentos racistas

Apesar de sempre dizer no final de seus vídeos que expressar sua opinião não é uma forma de racismo, McCarthy, de 28 anos, afirma que está errada, além de reconhecer que é uma pessoa racista. Ela também afirma que não consegue controlar esse seu jeito, simplesmente não tem ideia como fazer isso: “Sei que sou racista, mas é uma coisa que não posso controlar”, afirmou ela.

Socialite fala sobre ajuda psiquiátrica
A socialite chegou a dizer em seu perfil no Instagram que estava sob o efeito de remédios e iria procurar a ajuda de um psicólogo. Questionada por Roberto Cabrini sobre esse assunto, McCarthy responde que irá procurar a ajuda de um psicólogo. Segundo ela, quer saber o que está se passando em sua cabeça para poder explicar seu modo de agir e falar.

Day McCarthy quer pedir desculpas a Titi

Um dos vídeos mais polêmicos da socialite foi quando ela apareceu denegrindo a imagem da pequena Titi. Durante a reportagem, ao ser questionada sobre isso, McCathy revela que não queria que a filha de Bruno Gagliasso crescesse e se sentisse mal pelas ofensas feitas por ela.
Leia também:
Homem agride mulher em briga de trânsito e acaba sendo atropelado
Jovem passa a mão na bunda de mulher que voltava de academia

McCarthy afirma que, caso seja condenada, concorda que deverá pagar por tudo o que fez. Parece que a socialite acabou de certa forma se arrependendo após ver o quanto o público brasileiro é contra esse tipo de comentário racista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here